Notícias
< voltar

Conheça as bibliotecas finalistas do Prêmio IPL

13/11/2018

Conheça as bibliotecas finalistas do Prêmio IPL

Biblioteca do Parque Villa-Lobos, em São Paulo, finalista da categoria Conheça as bibliotecas que fazem a diferença e investem no estimulo à leitura , selecionadas como finalistas do Prêmio IPL A categoria com o maior número de inscrições na edição de 2018 do Prêmio IPL foi também a que recebeu um finalista a mais do que as outras categorias. Mesmo assim, segundo os avaliadores, foi muito difícil ficar somente com onze, e deixar projetos inspiradores e de muita qualidade de fora! Na lista, há bibliotecas públicas ou comunitárias do Norte, do Nordeste e do Sudeste do país, que realizam trabalhos inspiradores e importantes para as comunidades em que estão inseridas. “Quando a biblioteca se transforma em um projeto cultural, vivo, inclusivo e acessível, ela pensa seu espaço e seus tempos numa outra relação e, assim, acaba por atrair um público maior e mais engajado em mergulhar nas experiências que ali são ofertadas para a inclusão de todos no mundo da cultura escrita”, afirma Patrícia Diaz, da CE Cedac, membro da comissão avaliadora. De acordo com Patrícia, o grande destaque dos projetos selecionados está na reinvenção desses espaços e das atividades que são oferecidas nas bibliotecas,  pois elas conseguem fazer as pessoas se aproximarem cada vez mais deles e dos livros. “Vemos um crescimento no número de bibliotecas comunitárias, num movimento bonito, pois são projetos que nascem genuinamente públicos: com e para a comunidade, o que já garante um alinhamento forte entre os desejos e possibilidades do coletivo que está a frente da biblioteca, mas também sabemos que a sustentabilidade e a ampliação desses espaços são, muitas vezes, difíceis, já que não há recursos suficientes. Assim, o ideal seria que projetos premiados fossem inspiração para que governos, junto com as comunidades, construíssem projetos importantes nas bibliotecas existentes, além de construírem novas”, diz. O IPL apresenta as bibliotecas finalistas do Prêmio IPL Retratos da Leitura- 2018: Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura Origem: Rio Grande do Norte O Projeto “Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura” congrega, a partir da Biblioteca Municipal Rômulo Wanderley, 53 bibliotecas escolares da rede municipal de ensino e, conforme preconiza a lei municipal de Nº 1563, de 27 de dezembro de 2011, garante a política de formação de leitores, bem como oficializa a função dos profissionais mediadores, envolvendo a comunidade de forma que seja democratizado o livro para todos os munícipes. Biblioteca Parque Villa-Lobos Organização responsável: SP Leituras - Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura Origem: São Paulo O projeto consiste numa Biblioteca Pública contemporânea de 4000 m2 instalada no Parque Villa-Lobos, que segue o conceito de Biblioteca Viva. Focada em servir como espaço de promoção de cultura e de leitura, a BVL funciona como praça cultural para um público diverso, oferecendo-se como espaço para construção autônoma do conhecimento, portal para a literatura, local para manifestações culturais que expressem a diversidade cultural e refúgio, local de fruição e lazer. Projeto exposições literárias itinerantes de Minas Gerais Organização responsável: Secretaria do Estado de Cultura de Minas Gerais Origem: Minas Gerais As exposições literárias itinerantes elaboradas pelo SEBPM fazem parte do programa de incentivo à leitura da Superintendência de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário junto às bibliotecas públicas municipais, desde 2000. Cada mostra contém a síntese da obra de um autor ou extratos de um livro muito significativo na história da literatura ou ainda textos relacionados a um tema específico. As exposições visam despertar, motivar ou renovar o prazer da leitura literária. Sala de leitura Ojuobá Organização responsável: Sala de leitura Ojuobá Origem: Rondônia A Sala de Leitura Ojuobá é uma biblioteca comunitária, criada há 9 anos, para incentivar o hábito da leitura enquanto prazer e lazer, difundindo o conhecimento cognitivo e cidadão. Busca oportunizar a apropriação da cultura em seu sentido amplo: valores, ciência, patrimônio e todos os tipos de arte, diminuir as situações de riscos a que possa estar exposto seu público alvo, crianças e adolescentes e usar a arte e a inclusão digital como ferramentas de desenvolvimento social e cognitivo. Rede Baixada Literária Organização responsável: Associação Comitê Ponto Chic (ACOPC) Origem: Rio de Janeiro O Projeto Rede Baixada Literária tem 9 anos de atuação no município de Nova Iguaçu. Financiado pelo Instituto C&A, levanta a bandeira da leitura como direito humano, a partir de ações de incentivo à leitura nos bairros onde as bibliotecas da Rede se encontram e outras áreas da cidade, com intuito de contribuir com a democratização do acesso ao livro para todos. Bibliocicleta: posso fazer uma leitura? Organização responsável: Biblioteca Comunitaria da Residência 05 Origem: Maranhão As bibliocicletas são bibliotecas ambulantes, em duas rodas, que percorrem as ruas da Cidade Olímpica (uma das maiores ocupações da América Latina) e bairros vizinhos, levando consigo livros e contando histórias, para moradores de rua, pedestres, ciclistas, vendedores ambulantes, famílias, crianças brincando na rua. Meu tempo de ler Organização responsável: Biblioteca Pública Municipal Fonte do Aprendiz Origem: Mato Grosso O projeto "Meu tempo de ler foi criado pra dar a oportunidade de quem está com o tempo ocioso, à espera de atendimento nos bancos tenha o acesso à leitura e entretenimento, para que esse tempo passe com mais conforto. Também é uma forma de divulgar o acervo literário existente em nossa da biblioteca da instituição, que é pública. Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura Organização responsável: Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário Queiróz Filho - IBEAC Origem: São Paulo A partir de uma biblioteca comunitária instalada nas dependências de um cemitério (periferia do extremo sul da cidade de São Paulo) foi possível articular ações de concretização do Direito Humano à Literatura. Lá, jovens e mulheres se tornaram referências como mediadores de leitura, fazendo deste espaço um local de chegada e partida de livros, ideias, sonhos, projetos e transformações: os encontros literários propiciaram o diálogo entre as demandas sociais e potencialidades comunitárias. Programa Loucos por Leitura Organização responsável: Associação Clube Osquindô Origem: Minas Gerais O programa Loucos por Leitura visa contribuir para o fortalecimento da leitura, do acesso aos livros e formação de pontos criativos de leitura em escolas e espaços alternativos de bairros e distritos de Mariana. Hoje, articula através da Rede Loucos Por Leitura, formada por 16 bibliotecas escolares e comunitários, tendo como principais práticas a formação de agentes de leitura e gestores culturais por meio de oficinas, programação integrada e a realização de campanhas criativas. Biblioteca Comunitária Wagner Vinício Organização responsável: Biblioteca Comunitária Wagner Vinício Origem: Rio de Janeiro A Biblioteca Comunitária Wagner Vinício está localizada na comunidade Rio das Pedras, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. A biblioteca foi criada pela comunidade local, a partir da demanda dos moradores que desejavam um local onde seus filhos pudessem ocupar o tempo quando não estivessem na escola. A biblioteca funciona na comunidade desde 2006, e possui um acervo literário infanto juvenil, além de literatura para adultos. Chá com poesia Organização responsável: Biblioteca Municipal Murilo Mendes Origem: Minas Gerais Encontro mensal (gratuito) na Biblioteca Municipal Murilo Mendes, toda última segunda-feira de cada mês, para falar sobre poesia, declamar, ler e discutir poemas e autores. Aberto ao público em geral.



Você também pode gostar