Notícias
< voltar

O Livrada! e os papos descontraídos sobre literatura

27/11/2018

O Livrada! e os papos descontraídos sobre literatura

Inicialmente criado como blog, em 2010, o Livrada! é uma plataforma multimídia voltada à apresentação e análise de livros, discussões sobre literatura, entrevista com autores e cobertura de festivais literários. Instagram, Facebook e Youtube são as principais redes sociais da iniciativa Por meio de um aprofundamento de temas literários na plataforma audiovisual e sempre com uma linguagem informal, o Livrada! tem o diferencial de agregar leitores e deficientes visuais interessados em literatura contemporânea e clássica. A iniciativa é comandada pelo jornalista Yuri Al’Hanati, que trabalhou por três anos e meio no jornal Gazeta do Povo, onde passou pelas editorias de cultura, política e geral. Atualmente faz tirinhas diárias para a mesma publicação, função que exerce desde julho de 2014. “Yuri,consegue tratar dos mais diversos assuntos de forma espontânea e informal, como se a literatura estivesse numa mesa de bar. E esse é o grande diferencial do canal”, diz Leonardo Neto, da comissão de avaliadores do Prêmio IPL. Al’Hanati também publicou contos em publicações especializadas como Revista Arte e Letra: Estórias, Jandique, jornais Rascunho e O Relevo, e ainda integrou a seleção de novos autores no Livro dos Novos, publicado pela Travessa dos Editores. A partir de análises bissemanais de livros e entrevistas mensais com autores brasileiros, o Livrada! procura formar uma comunidade sólida e pensante de leitores e mapear o que tem se produzido e discutido em literatura atualmente.O Livrada é gravado em casa, com o auxílio de um cinegrafista. Os vídeos são editados e postados bissemanalmente no canal do Youtube”, conta Al’Hanati. Atuante principalmente no Youtube, uma plataforma com potencial mobilizador enorme e atualmente dominada por canais literários voltados a gêneros segmentados da literatura (como fantasia e Young Adult), o Livrada! busca criar um espaço audiovisual para leitores interessados em obras desafiadoras, que se propõem a pensar sobre a arte de escrever. “Trata-se de uma nova forma de se discutir e pensar literatura na internet, com uma comunidade relativamente grande, dado os números da leitura no Brasil, que reconhece no projeto a perspicácia e autenticidade do formato”, diz o jornalista.  



Você também pode gostar