Notícias
< voltar

A Fundação Vale e a Educação de Jovens e Adultos

06/12/2018

A Fundação Vale e a Educação de Jovens e Adultos

Iniciativa promove atividades com foco na leitura literária para um público que foi alijado do direito à educação e à literatura na idade considerada adequada A Educação de Jovens e Adultos é uma modalidade da Educação Básica que atende a pessoas a partir de 15 anos de idade que, por diversas questões, abandonaram a escola regular ou nela não ingressaram. Por isso, é fundamental ampliar boas práticas de leitura nas redes municipais de ensino e ampliar o acesso dos alunos da EJA ao livro literário. A Fundação Vale atua há mais de 20 anos na Educação de Jovens e Adultos e acredita que o desenvolvimento territorial passa pela garantia do acesso à educação em todas as fases da vida, bem como nas potencialidades da literatura na conexão com as experiências de vida dos alunos dessa modalidade de ensino. O projeto se responsabiliza pela formação de professores que atuam nos anos iniciais da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em promoção da leitura, realiza encontros literários entre escritores e alunos da EJA, identifica boas práticas de leitura nas redes municipais e entrega livros de literatura, numa linguagem acessível aos recém chegados a esse universo e, ao mesmo tempo, com uma temática interessante para as experiências de vida de jovens ou adultos, para serem utilizados em sala de aula. A iniciativa vem sendo realizado desde 2015 com a formação de professores com foco na promoção da leitura literária, entrega de um pequeno acervo por sala de aula da EJA, especialmente selecionado para jovens e alunos neo leitores, realização de encontros literários entre escritores, professores e alunos da EJA. Desde sua criação,o programa Educação de Jovens e Adultos já formou 1836 professores e alunos  e disponibilizou 2673 livros de literatura a elas. "O projeto possui duas características que merecem destaque:o trabalho com leitura literária voltado para EJA, algo nem sempre priorizado e valorizado; e parceria sistêmica com Secretarias de Educação, envolvendo doação de acervo e formação de educadores para o ensino de leitura literária nessa modalidade da educação básica", diz Iracema Nascimento, membro da comissão avaliadora do Prêmio IPL.



Você também pode gostar