Notícias
< voltar

Quatro Cinco Um e a valorização da literatura nacional

26/11/2018

Quatro Cinco Um e a valorização da literatura nacional

Revista finalista do Prêmio IPL enfatiza o lugar central do livro para o desenvolvimento do indivíduo, da sociedade e para a liberdade de expressão no país, dando visibilidade também às obras que não conseguem concorrer com as grandes editoras comerciais. Você sabia que em 2017 foram lançados cerca de 10 mil títulos no Brasil? Conhecer e selecionar essa produção é um desafio para a imprensa especializada, que possui cada vez menos espaços nos veículos tradicionais. Frente à progressiva redução dos espaços de divulgação e do debate público a respeito do livro, que possui uma produção editorial riquíssima e leitores dispostos a consumir informação de qualidade, nasceu a revista Quatro Cinco Um, voltada para o leitor de livros brasileiros. “A Quatro Cinco Um apareceu com a ideia de abrir espaço em sua revista literária - artigo em extinção no Brasil de 2018 - para todo e qualquer tipo de livros, conseguindo assim fazer um panorama sobre a atual produção editorial brasileira. Com isso, quer fazer frente à redução da divulgação de livros no País”, diz Leonardo Neto, jornalista membro da comissão de avaliação do Prêmio IPL. De acordo com os idealizadores do projeto, revistas, assim como editoras e livrarias, são capazes de formar comunidades de leitores, estimulando ideais e debates bem fundamentados. “Temos como objetivo fazer circular a informação sobre as novidades editoriais, em textos claros e didáticos aos leitores, oferecendo uma apreciação crítica sobre a produção no país”, afirma Paulo Werneck, um dos fundadores da publicação. “Enfatizamos também o lugar central do livro para o desenvolvimento do indivíduo, da sociedade e para a liberdade de expressão no país, dando visibilidade também às obras que não conseguem concorrer com as grandes editoras comerciais” Segundo os organizadores do projeto, a Quatro Cinco Um é uma associação sem fins lucrativos, pois o intuito não é lucrar com ela, mas sim torná-la sustentável a longo prazo. O modelo de negócios mescla doações de pessoas físicas, captação de recursos com empresas que incentivam a cultura do livro no país, e forte integração com o mercado editorial, por meio de parcerias com grandes marcas de papel e gráficas, de participação em eventos literários no país e afora, livrarias e produtores culturais. Após seu primeiro ano de circulação a Quatro Cinco Um conseguiu se firmar no mercado brasileiro como uma das principais publicações brasileiras dedicadas ao livro. Em sua base de assinantes, mais de 10% pertencem à categoria "entusiasta", que paga o dobro do valor regular apenas para mostrar seu apoio à revista e seu compromisso com a cultura do livro. A relação cada vez mais sólida com anunciantes do mercado editorial, as parcerias com respeitadas instituições socioculturais e educacionais do país, a boa repercussão na imprensa, com a crescente indicação como veículo de referência crítica, dentre outros motivos, mostram que a revista conquistou seu lugar entre os leitores e o mercado.



Você também pode gostar