Notícias
< voltar

Projeto de financiamento coletivo homenageia editores brasileiros

06/08/2019

Projeto de financiamento coletivo homenageia editores brasileiros

Leonardo Neto, do Pulbishnews, está perfilando em uma coletânea inédita a ser publicada em dezembro deste ano. O projeto está sendo financiado coletivamente. Saiba como garantir o seu exemplar O livro é um bem cultural indispensável para a evolução da sociedade. Um objeto transformador e contínuo, que nos leva a novos lugares pela imaginação. Ler livros, portanto, nos ensina a ler o mundo melhor. Quem escolhe o livro, prepara, cuida e gera um produto único para o público leitor? O editor. 100 nomes da edição no Brasil é um projeto que vai perfilar editores que são importantes para a construção da história do livro no Brasil. Leonardo Neto, jornalista e editor do Publishnews, escolherá estes nomes e, com minucioso trabalho de pesquisa e entrevistas, vai contar ao leitor decisões e escolhas dos editores que mudaram o rumo do mercado livreiro no país. Veja o depoimento do próprio Leonardo no vídeo abaixo: [embed]https://www.youtube.com/watch?v=Eho_UmfLtZw[/embed]   A obra está sendo construída como uma memória do mercado para os colegas de setor, uma referência para estudantes da área de edição e afins, mas também uma fonte de conhecimento para leitores em geral. O jornalista responsável por esta tarefa, ao ser convidado pela Oficina para este projeto, lembrou-se de uma conversa longa com Paulo Rocco - fundador da Editora Rocco e seguramente um dos perfilados no livro - sobre a falta de algo que registrasse a memória da indústria do livro. Nas palavras de Leonardo: “Espero que esse projeto cumpra parte dessa missão.” Perfis de grandes editores, de editores independentes, de editores de grandes editoras serão escritos por Leonardo neste projeto que se pretende uma contribuição para a memória do mercado editorial brasileiro. Na lista de perfilados estão Geraldo Jordão, Monteiro Lobato, Ênio Silveira, Jorge Zahar, Sérgio Machado, Rose Marie Muraro, Paulo Rocco, Rejane Dias, Alfredo Weizsflog, Marcos Pereira, Sonia Jardim, Massao Ohno e Lilia Schwarcz e muito mais. O livro vai ser lançado em dezembro deste ano, com rodas de conversa conduzidas por Leonardo Neto e alguns dos perfilados. O plano é mostrar como nossa indústria se formou, pelo olhar dessas figuras, que, indiscutivelmente, a fizeram acontecer. Se você quer saber sobre o mercado editorial do ponto de vista de quem faz os livros - e porque não dizer de quem o faz acontecer - apoie esta ideia. Se você quer ter sua marca como apoiador desta iniciativa, há recompensas especialmente criadas para quem colaborar. Conheça a campanha do livro no Catarse, clicando aqui.  



Você também pode gostar