PROJETO
Arte da Palavra - Rede Sesc de Leituras

Natureza do projeto
Formação de leitores em geral e de leitores de literatura


Organização responsável:
Serviço Social do Comércio - Sesc


Categoria da organização
Outras organizações privadas




Maior circuito nacional de artistas que trabalham com a palavra (escritores, rappers, slammers, contadores de histórias, cordelistas e performers). Projeto lançado em 2017, atualmente no terceiro ano de realização. Cerca de 80 artistas participam de 700 apresentações e oficinas. O projeto é realizado com representantes de todos os estados do país, contemplando 93 cidades.


O projeto é dividido em 3 circuitos: - Circuito de Autores – voltado para escritores de diferentes tipos de escrita literária; - Circuito de Oralidades – voltado para manifestações orais: contadores de histórias, slammers, poetas e cordelistas. - Circuito de Criação Literária – composto por oficinas literárias de diferentes formatos. * Em cada cidade, os circuitos de Autores e Oralidades são realizados em escolas públicas de Ensino Médio e nas Unidades do Sesc.


- Promover o intercâmbio de diferentes artistas ligados à literatura; - Valorizar artistas que não têm espaço nos grandes eventos literários; - Estimular o interesse pela leitura e produção literária.


- Fomentar a realização de programações regulares nas localidades atendidas, como clubes de leitura e saraus; - Democratizar o acesso à literatura brasileira contemporânea, considerando o difícil acesso a bens culturais/literários; - Contribuir para a profissionalização dos artistas ligados à literatura.


O projeto foi criado para atender uma demanda existente, visto que não existe nenhum circuito literário sendo realizado em âmbito nacional. Levamos em consideração o boom literário surgido dos anos 2000 para cá, e que a cadeia produtiva do livro impresso é reduzida e não privilegia a literatura nacional. E também pelo fato de os grandes eventos literários no Brasil não darem conta do volume e diversidade do que vem sendo produzido. Trata-se, portanto, de uma contribuição para que o Brasil conheça mais o Brasil pelas suas diferentes literaturas.


A cada ano, especialistas em Literatura do Sesc se reúnem para a realização da curadoria, sob coordenação do Departamento Nacional. São indicados centenas de nomes que artistas de todo o país. Ao final são selecionados cerca de 80 que vão circular no ano seguinte, levando em conta os critérios definidos pela política de ação cultural do Sesc: valorização da diversidade no seu sentido amplo (gênero, étnica, estética, geracional e geográfica). Em seguida é montada a grade do circuito nacional, validada pela curadoria coletiva, e convites e contratos. De março a dezembro, praticamente em todos os dias uma atividade do projeto é realizada no país.


Principais inspirações ou referências teóricas e práticas



Algumas referências utilizadas: FILHO, Francisco Gregório. Ler e contar, contar e ler. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2013. MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. São Paulo: Brasiliense, 2006. PACHECO, Líllian. Pedagogia griô: a reinvenção da roda da vida. Lençóis, Grãos de Luz e Griô, 2006. SANTOS, Fabiano dos; NETO, José Castilho Marques; RÖSING, Tania. A formação de mediadores de leitura: Um desafio a ser assumido por profissionais. SP: Global, 2009.


- Bacharelado e Licenciatura Plena em Letras (Português/Literaturas) - Uerj - Especialização em Jornalismo Cultural - Uerj - Mestrado em Estudos de Literatura - PUC- Rio. - Doutorado em Literatura, Cultura e Contemporaneidade - PUC-Rio.


Não. No caso eu sou o especialista na área do Departamento Nacional que assessora as equipes de curadores dos Departamentos Regionais do Sesc.


Não externamente. A metodologia foi costurada a partir de formatos experimentados e avaliados nas ações realizadas pelo Sesc ao longo dos anos.


O custo, por conta dos deslocamentos aéreos, e a necessidade de haver equipes especializadas em Literatura em cada Administração Regional.


Conseguimos defender internamente a manutenção do projeto, além da necessidade de haver profissionais da área para a curadoria, realização e avaliação do projeto.


O projeto tem sido anualmente avaliado, mas os resultados são documentos internos.


-


A partir de verba própria do Sesc.


Informações gerais sobre o projeto, como os artistas participantes, podem ser obtidas no hotsite: http://www.sesc.com.br/portal/site/ArtedaPalavra/





03/06/2017


Sim, o Projeto acontece atualmente


Brasil - Região Norte - AC -
Brasil - Região Norte - AP -
Brasil - Região Norte - AM -
Brasil - Região Norte - PA -
Brasil - Região Norte - RO -
Brasil - Região Norte - RR -
Brasil - Região Norte - RR -
Brasil - Região Norte - TO -
Brasil - Região Nordeste - AL -
Brasil - Região Nordeste - BA -
Brasil - Região Nordeste - CE -
Brasil - Região Nordeste - MA -
Brasil - Região Nordeste - PB -
Brasil - Região Nordeste - PE -
Brasil - Região Nordeste - PI -
Brasil - Região Nordeste - RN -
Brasil - Região Nordeste - SE -
Brasil - Região Centro-Oeste - DF -
Brasil - Região Centro-Oeste - GO -
Brasil - Região Centro-Oeste - MT -
Brasil - Região Centro-Oeste - MS -
Brasil - Região Sudeste - ES -
Brasil - Região Sudeste - MG -
Brasil - Região Sudeste - RJ -
Brasil - Região Sudeste - SP -
Brasil - Região Sul - PR -
Brasil - Região Sul - RS -
Brasil - Região Sul - SC -


estudantes, comunidade em geral, adolescentes/jovens, educadores (professores, coordenadores, diretores, etc)


13 a 17 anos, 18 a 59 anos, mais de 60 anos


feminino, masculino, transgênero

Número de pessoas atendidas


80000


30000


30000


30000


40


Os Circuitos de Oralidades e Autores recebem cerca de 40 pessoas por atividade, ainda que em várias situações apareçam mais. As oficinas do Circuito de Criação Literária são para cerca de 20 pessoas.

Equipe


30


0


0


20


0


0


0



Informe se o projeto conta somente com recursos próprios (100%) e/ou se conta com patrocínios ou outros apoios financeiros. Se possível, informe (entre parênteses) como esses recursos se distribuem percentualmente para custear o projeto

100


0


0


0



Quais organizações e/ou instituições são parceiras e como apoiam o projeto

Recurso próprio.


O projeto é realizado pelas diferentes Administrações Regionais do Sesc pelo país.


Todos os recursos são internos.


Escolas públicas e universidades buscam o Sesc para receber o projeto ou levar os alunos para as apresentações/oficinas.


Todos os recursos são internos.

Cadastrado em: 09/19
Atualizado em: 18/09/2019