PROJETO
AKANGATU — A PALAVRA FEITA FORMA

Natureza do projeto
Formação de leitores em geral e de leitores de literatura, Valorização / campanhas de promoção da leitura, Outra natureza do Projeto

Finalista 2019

Organização responsável:
.


Categoria da organização




"Akangatu — a Palavra feita Forma" nasceu como um projeto de estímulo à leitura e escrita realizado em 2018 na Biblioteca Municipal de Botucatu via Proac. Foram 3 meses, sempre aos sábados, de atividades gratuitas relacionadas à Literatura. Ao final das ações previstas, seguiu como um sarau independente, com 6 edições já realizadas. Também se transformou em um canal de vídeos, com registros de apresentações nos saraus e, em breve, outros conteúdos relacionados.


Como ações de fomento, o projeto contemplou as seguintes ações: *Curso de Criação Literária em Poesia (10h); *Curso de Criação Literária em Prosa (10h); *Oficina de Publicações Independentes (6h); *Contação de Histórias (2h); *Roda de Leitura (3h); *Sarau de Encerramento com Apresentação Musical (4h). Como sarau, produzido com apoio de participantes das ações acima, reuniu cerca de 250 pessoas, passando a integrar o calendário cultural do município.


Propiciar a criação literária, o hábito da leitura e o vínculo com o livro, além do surgimento de autores locais, estimulados a compartilhar suas produções autorais através da publicação e distribuição independente, digital, impressa e audiovisual, como vem ocorrendo no recém-iniciado Laboratório de Escrita Criativa, mais novo desdobramento do Akangatu.


Formac?a?o de grupos de leitores e/ou escritores; Estimular o aprendizado e desenvolvimento de te?cnicas litera?rias; Fomentar a produc?a?o, divulgação e apreciação da literária local; Divulgar pra?ticas artístico-culturais ligadas a? Literatura; Valorizar a cultura atrave?s da leitura, como fonte de conhecimento e também de entretenimento; Divulgar os servic?os e ac?o?es das Bibliotecas Municipais, incentivando a população local a frequentá-las.


Mais do que necessária, a escrita é uma ferramenta fundamental para a construção, fortalecimento e evolução do conhecimento e da comunicação com o mundo. Inserir crianças e jovens no mundo letrado é permitir que eles sejam construtores do seu próprio conhecimento; é um processo de construção pessoal. Por isso o projeto realizou atividades voltadas para todas as faixas etárias, da primeira infância ao adulto (Cursos de Criação Literária e demais atividades).


O curso de Poesia, ao longo de 4 encontros, fez uma apresentação dos conceitos gerais e elementos básicos do poema, seguido por recortes de movimentos poéticos na história até chegar à poesia digital, expandida e nas novas mídias, sempre mesclando conteúdo, exercícios em sala e tarefas feitas em casa, corrigidas coletivamente nos encontros. O curso de Prosa seguiu rumo similar, porém mais focado na leitura e discussão de contos em sala, além das tarefas de casa, corrigidas em sala pelo grupo. A oficina de publicações apresentou o que elas são, através de uma grande oferta de materiais para manuseio, análise e discussão, culminando em uma atividade prática de criação individual a partir de técnicas analógicas. Na contação de histórias, a contadora contou duas histórias utilizando elementos cênicos e musicais, criando um clima de imersão para os presentes. A roda de leitura acabou de transformando em uma roda de escrita coletiva, seguida pela leitura e discussão deste e outros textos. Por fim, no sarau com pocket show, o convidado criou uma apresentação mesclando poemas e canções autorais, seguido por bate-papo sobre processo criativo e microfone aberto para leituras e declamações.


Principais inspirações ou referências teóricas e práticas



Para a elaboração do projeto, utilizei apenas minha experiência pessoal como participante e condutor de oficinas. Cada responsável por conduzir suas atividades teve liberdade de trazer seus métodos e modelos, mas creio que eles também tenham o corrido de forma empírica, a partir das experiências prévias de cada um.


Não.


Não.


Não.


Não encontramos dificuldade para execução do projeto; todas as etapas ocorreram de forma tranquila e funcional. A dificuldades surgiu após seu término: como encontrar formas e fontes de apoio financeiro para aproveitar a potência e continuar estimulando os interessados em produzir e pensar a Literatura em suas mais diversas formas?


Como dito acima, não tivemos durante, somente após. E ainda buscamos soluções.


Temos apenas pequenas notas sobre, registradas pela imprensa local e regional, além de depoimentos dos oficineiros e participantes, captados para realização do vídeo do projeto, disponível neste link: https://www.youtube.com/watch?v=h066vqmUDY4


Proac Editais nº 36/2017 — "CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE ESTÍMULO À LEITURA EM BIBLIOTECAS MUNICIPAIS NO ESTADO DE SÃO PAULO”


O projeto, em seu formato de oficinas, foi proposto novamente ao Proac Editais, agora como circulação, realizando as mesmas atividades do projeto original, de forma reduzida (4 sábados), em bibliotecas municipais de 3 pequenas cidades da região. Enquanto aguardamos o resultado, seguimos realizando os saraus de forma voluntária e independente.


Este projeto foi a semente de algo que vem crescendo aos poucos. Além de tudo já citado (ofinas, saraus, canal de videos), criamos o Akangatu — Festival Literário de Botucatu, duas vezes apresentado ao Proac Editais, ainda sem ser contemplado. Estamos também elaborando a Editora Akangatu, voltada para publicação de autores da região e fora do eixo das capitais.





04/07/2018


Não


Brasil - Região Sudeste - SP - Botucatu


estudantes, comunidade em geral, trabalhadores, adolescentes/jovens, educadores (professores, coordenadores, diretores, etc)


13 a 17 anos, 18 a 59 anos, mais de 60 anos


feminino, masculino, transgênero

Número de pessoas atendidas


400


200


200


0


30


O público variou entre 10 e 35 pessoas por atividade. Já nos saraus, tivemos uma média de 30 pessoas por edição.

Equipe


1


0


3


1


0


3


2



Informe se o projeto conta somente com recursos próprios (100%) e/ou se conta com patrocínios ou outros apoios financeiros. Se possível, informe (entre parênteses) como esses recursos se distribuem percentualmente para custear o projeto

20


0


80


0



Quais organizações e/ou instituições são parceiras e como apoiam o projeto

Recursos próprios (custos de elaboração da proposta e outros não-mensuráveis).


Governo do Estado / Secretaria de Economia Criativa e Cultura (Proac Editais, todo custo de produção e execução do projeto).


Secretaria de Cultura de Botucatu (cessão do espaço e infraestrutura).


Secretaria de Cultura de Botucatu (divulgação).


-

Cadastrado em: 10/18
Atualizado em: 01/10/2018