PROJETO
Sesc Mais Leitura - Sesc RS

Natureza do projeto
Formação de leitores em geral e de leitores de literatura

Finalista 2019

Organização responsável:
SESC ADMINISTRACAO REGIONAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL


Categoria da organização
Biblioteca – pública ou comunitária




O Sesc Mais Leitura, projeto destinado ao público escolar, pretende despertar o estudante para a leitura e torná-lo um frequentador das bibliotecas do Sesc RS. O estudante, muitas vezes, relaciona a Literatura como mais uma demanda escolar. O projeto pretende despertar o gosto pela leitura, através de uma abordagem menos formal, oferecendo um mundo diverso de autores e gêneros que permitam ao jovem descobrir que tipo de leitura mais se identifica, para ampliar seu repertório de leitura.


O projeto oportuniza atividades literárias vinculadas às bibliotecas estimulando a formação de leitores menos pragmáticos e didáticos e abrindo para uma perspectiva mais cultural, procurando fidelizar estes leitores mesmo quando não estão mais vinculados às escolas, uma vez que as ações propostas não possuem um caráter formal/expositivo, mas sim, um olhar mais sensível a partir de um viés artístico.


O projeto Sesc Mais Leitura propõe oportunizar palestras, encontros ou apresentações literárias, através de profissionais como escritores, professores ou especialistas em determinadas áreas/temáticas que consideramos relevantes e significativas que tratam de Literatura, mas que também possuam algum viés artístico. Dessa forma, é possível trabalhar as temáticas de uma forma mais dinâmica e consequentemente menos técnica ou tradicional, sem deixar de atrelar conhecimento de Literatura.


-Selecionar profissionais capazes de abordar temáticas literárias através de um viés artístico; -Oportunizar a leitura prévia das temáticas literárias, sempre pensando em divulgar as bibliotecas a um maior número de estudantes que são clientes potenciais dos nossos serviços; -Realizar o projeto em 5 etapas no ano, 4 encontros ou palestras ou apresentações, envolvendo 15 cidades, fortalecendo as leituras prévias e o estímulo a um maior número de temáticas para os mesmos grupos nas cidades envolvidas.


A motivação para desenvolver o projeto Sesc Mais Leitura, desde o início, foi a de abordar temáticas literárias de forma menos pragmática e mais artística, para que os jovens possam se aproximar dos livros por gosto e por desejo próprios e não por ser uma leitura obrigatória indicada por professores que trabalham a Literatura, muitas vezes, através de conceitos e categorias históricas retirados de livros teóricos.


O projeto é desenvolvido em 15 cidades, em cinco meses ao longo do ano (março, maio, junho, agosto e outubro), através de 4 encontros ou apresentações ou palestras em cada etapa de cada cidade. Etapas para realização do projeto: -Seleção das bibliotecas participantes; -Seleção de acervos (obras e/ou autores e/ou gêneros literários) das bibliotecas que serão abordados; -Seleção de profissionais que deverão dinamizar tais temáticas literárias; -Contratação destes profissionais; -Execução das atividades ao longo do ano todo; -Avaliação dos resultados.


Principais inspirações ou referências teóricas e práticas



A metodologia e orientação seguidas foi um aprimoramento do Circuito Literário desta própria instituição (Sesc RS), que já há décadas fomenta feiras de livros e outras atividades literárias como o Arte da Palavra, de circulação nacional de autores. A ideia foi mesmo de instigar a leitura previamente através dos acervos das bibliotecas do Sesc RS e oferecendo a apresentação, encontro ou palestra dos profissionais que mediam as temáticas. Até 2012, o Circuito Literário (que deu origem ao Sesc Mais Leitura), levava profissionais da área, mas sem esta conexão com as bibliotecas mais direta e sem a relação com as leituras prévias.


O Sesc RS, bem como o Departamento Nacional estão constantemente oferecendo cursos e capacitações. Venho participando de dezenas deles, sempre relacionados à área de Biblioteca e/ou de Literatura, além de ter concluído a Especialização em Literatura Brasileira pela UFRGS. Exemplos de cursos oferecidos pelo Sesc: Oficina de Mediação de Leitura; Oficina de escrita e de poesia (em várias feiras de livros); Oficina sobre literatura negra; Promoção de Serviços de Biblioteca; visitas culturais, etc.


Especificamente para o Sesc Mais Leitura não.


Também não, como já explicado, o Sesc Mais Leitura surgiu como um desdobramento do Circuito Literário que o Sesc RS já promovia antes de 2012.


A principal dificuldade, no início, foi de conquistar a credibilidade das escolas para que participassem, pois o calendário das escolas é sempre muito cheio e as atividades externas nem sempre são bem vistas por vários professores e coordenadores.


Creio que esta credibilidade foi sendo conquistada ao longo destes anos, por conta do formato do projeto que possui este viés mais artístico e menos expositivo.


As avaliações são sempre por cidade e por profissional. O projeto como um todo ainda não passou por uma avaliação. Mas já fui entrevistada a respeito do projeto pela revista Palavra - https://issuu.com/sescbrasil/docs/palavra_issu_2019


Não recebeu prêmio.


A continuidade do projeto se dá devido ao crescente interesse dos municípios, a real importância do projeto para a circulação das obras na nossa rede de bibliotecas, bem como renovando e aprovando o recurso, ano após ano, por conta do sucesso e do trabalho de muitas pessoas.


Gostaria apenas de mencionar uma curiosidade: alguns profissionais/temas fazem tanto sucesso que as obras acabam entrando para uma lista de reserva nas bibliotecas do Sesc, nas outras bibliotecas do município e até mesmo acaba esgotando nas livrarias. Foi assim com a temática Contos de terror - Edgar Allan Poe; Clarice Lispector e Manoel de Barros.





01/03/2012


Sim, o Projeto acontece atualmente


Brasil - Região Sul - RS - Bagé
Brasil - Região Sul - RS - Cachoeirinha
Brasil - Região Sul - RS - Canoas
Brasil - Região Sul - RS - Caxias do Sul
Brasil - Região Sul - RS - Frederico Westphalen
Brasil - Região Sul - RS - Gravataí
Brasil - Região Sul - RS - Lajeado
Brasil - Região Sul - RS - Porto Alegre
Brasil - Região Sul - RS - Passo Fundo
Brasil - Região Sul - RS - Taquara
Brasil - Região Sul - RS - Uruguaiana
Brasil - Região Sul - RS - Bento Gonçalves
Brasil - Região Sul - RS - Santana do Livramento
Brasil - Região Sul - RS - Alegrete
Brasil - Região Sul - RS - Cachoeira do Sul


estudantes, crianças, adolescentes/jovens, educadores (professores, coordenadores, diretores, etc)


6 a 12 anos, 13 a 17 anos



Número de pessoas atendidas


203


32


32


30


100


Desde 2012, quando passamos para este formato (antes eram cinco debates em 6 cidades, passamos para cinco apresentações/palestras em 15 cidades), levamos o projeto para pouco mais de 203 mil estudantes até outubro de 2018. Os dados de 2019 não estão finalizados, portanto é uma estimativa.

Equipe


1


50


50


1


0


15


0



Informe se o projeto conta somente com recursos próprios (100%) e/ou se conta com patrocínios ou outros apoios financeiros. Se possível, informe (entre parênteses) como esses recursos se distribuem percentualmente para custear o projeto

100


0


0


0



Quais organizações e/ou instituições são parceiras e como apoiam o projeto

Recurso próprio.


Recurso próprio.


Apoio técnico dos professores e coordenadores das escolas.


Recurso próprio.


Recurso próprio.

Cadastrado em: 08/19
Atualizado em: 19/08/2019