Notícias
< voltar

Projetos finalistas da categoria Cadeia produtiva do Livro

13/11/2018

Projetos finalistas da categoria Cadeia produtiva do Livro

Conheça iniciativas inovadoras e relevantes de incentivo à leitura organizadas por empresas da cadeia produtiva do livro, que concorrem ao Prêmio IPL Retratos da Leitura de 2018 Ao falarmos de leitura, é impossível não pensar no mercado livreiro e editorial, do qual fazem parte diversos elos que compõem a cadeia produtiva do livro. Reconhecer e valorizar as empresas e institutos dessa cadeia, que investem em projetos de incentivo à leitura, é fundamental para estimular novas ações e para promover a formação de novos leitores e consumidores de livros que são a garantia do futuro do livro e do seu mercado. “Eu acho que prêmios como esse acabam sendo um incentivo para chamar a atenção da cadeia produtiva para a importância de desenvolver projetos de fomento à leitura, para os investimentos que podem ser feitos na formação de leitores e para mostrar que já há trabalhos muito relevantes sendo feitos”, diz Pamela Dietrich, da FTD, selecionadora do Prêmio IPL 2018. Neste ano, a categoria cadeia produtiva, apesar de ter sido a que menos recebeu inscrições na premiação, está com uma representatividade nacional bastante significativa. Entre os dez projetos selecionados estão iniciativas do Nordeste, do Sul, do Sudeste e do Centro-Oeste. Os finalistas são: No caminho tem um livro Organização responsável: Editus - Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz Origem: Bahia Inspirados por iniciativas já realizadas em diferentes cidades brasileiras, a Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz em parceria com Rota Transportes lançou o projeto "No caminho tem um livro”, no qual livros são compartilhados no transporte público. Nos bolsões especiais dos ônibus, o leitor pode escolher um bom livro para ler, com o único compromisso de devolvê-lo após a leitura. Festival Literário de Poços de Caldas Organização responsável: GSC Eventos Especiais Ltda Origem: Minas Gerais Lançado em 2006, já é considerada uma das principais feiras de livros do Brasil. O evento recebe algumas das melhores editoras e livrarias e entidades afins ao livro e literatura do país. Conceituado não só pelo grande conteúdo e diversidade de temas, também, promove novos escritores, formando assim uma legião de militantes das letras. Prêmio Espantaxim Organização responsável: D.A.Produções Artísticas (Projeto Espantaxim) Origem: São Paulo Criado em 2010, promove a escrita e a leitura entre crianças de 7 a 12 anos, de escolas públicas ou privadas de todo país. Envolve de forma abrangente e espontânea milhares de professores. É uma das ações culturais do Projeto Literomusical Infantil, Espantaxim e o Castelinho Mágico, idealizado por Dulce Auriemo em 2002. A cada Concurso do Prêmio Espantaxim, uma nova antologia é publicada como estímulo aos pequenos escritores. Transversalidades Organização responsável: Pergunta Fixar Editora Produtora de Arte, Educação e Cultura Origem: Distrito Federal Desde 2011, por meio de contação de histórias, debates literários, oficinas e publicação de livros, a Pergunta Fixar fomenta a leitura, formando leitores, incluindo e acolhendo comunidades no Distrito Federal, principalmente mulheres, promovendo a igualdade de gênero e o combate à violência contra a mulher. Caravana teatral do livro em cena Organização responsável: Pró-arte Movimento Origem: Paraná A caravana apresenta espetáculos de artes cênica com base em histórias de autores premiados na literatura nacional. A participação é aberta ao público e, além de incentivar estudantes à leitura e ao universo artístico-cênico, orienta profissionais da arte e educação no desenvolvimento dessa prática, por meio de palestras e oficinas formativas. Prêmio Ecofuturo de Bibliotecas Organização responsável: Instituto Ecofuturo Origem: São Paulo O Instituto Ecofuturo desenvolveu o “Prêmio Ecofuturo de Bibliotecas” que trabalha pela promoção da leitura e escrita e influencia políticas públicas da área. O principal objetivo dessa premiação é compartilhar informações e práticas reconhecidas como fundamentais para a instituição de uma boa base de leitura, ampliar a oferta qualificada de promoção de leitura literária no Brasil, reconhecendo e apoiando as Bibliotecas Comunitárias Ecofuturo. O projeto acontece a cada 2 anos. Programa Myra - Juntos pela leitura Organização responsável: Fundação SM Origem: São Paulo De origem Tupi, “Myra” remete a grupo, gente, pessoas, e traz valores como integração, coletividade, relações, desenvolvimento. A partir da articulação entre escola, voluntários e família, o Programa Myra busca melhorar o desempenho leitor de alunos de 4º a 6º anos do ensino fundamental de escolas públicas brasileiras, acreditando na leitura como caminho para o conhecimento de si e do mundo e como prática social que amplia as possibilidades de ação e intervenção na realidade. Incrível Máquina de Livros Organização responsável: Infinito Cultural Eireli Origem: São Paulo Projeto itinerante que circulou o Brasil. A ação consistia em uma máquina, que promovia a troca de livros e, consequentemente, a leitura. A Máquina de Livros recebia um exemplar de qualquer obra literária e devolvia ao doador um outro livro. A Incrível Máquina de Livros é um divertido e lúdico projeto de incentivo à leitura, gratuito e democrático, que circulou por 25 cidades brasileiras. Com ela, trocar livros ganhou novos ares, sons e cores. Jornada Literária Nuang - Caminhos da liberdade Organização responsável: Editora Piraporiando Origem: Rio de Janeiro Com base na história do livro Nuang - caminhos da liberdade, de Janine Rodrigues, a Jornada Literária: Nuang - caminhos da liberdade é um projeto cultural que visa difundir e valorizar a cultura afro-brasileira, além de incentivar a leitura e a escrita. Akangatu - A palavra feita forma Organização responsável: Nada Estúdio Criativo Origem: São Paulo "Akangatu — a Palavra feita Forma" foi um projeto realizado em Botucatu/SP via Proac Editais. Por meio dele, durante 12 manhãs seguidas, nos sábados de abril a junho, a Biblioteca Municipal Emílio Peduti recebeu diversas atividades gratuitas ligadas à Literatura: cursos, oficinas, rodas de leitura, contação de histórias e sarau.  



Você também pode gostar