Notícias
< voltar

Leituras nas praças de Fortaleza

06/12/2018

Leituras nas praças de Fortaleza

Projeto tem como objetivo a formação de leitores, promovendo o hábito da leitura em parques e praças da cidade de Fortaleza. Além disso, promove a revitalização desses espaços públicos, ocupando-os com atividades culturais que atraem frequentadores de forma regular A iniciativa Leituras na Praça nasceu com o propósito de levar a obra de Miguel de Cervantes para o ambiente extra-acadêmico. Dá-la a conhecer, ao público em geral, por ocasião do quarto centenário de morte do autor, no ano de 2016. A boa acolhida dos participantes motivou a continuidade do projeto, desde então, ampliando o corpus e envolvendo convidados-leitores, que escolhem as obras para levar às praças. O projeto é itinerante e privilegia praças e parques com baixo índice de ocupação ou aqueles que correm riscos de intervenção da especulação imobiliária. Nos encontros, a leitura é a prioridade, as discussões teóricas ou históricas limitam-se ao imprescindível, uma vez que se privilegia a participação do público leitor presente. A tarefa do mediador é, essencialmente, instigar o debate e a manifestação de opiniões entre os participantes. O projeto desenvolveu-se de maneira informal durante o ano de 2015, de forma esporádica, para já no ano de 2016 configurou-se como projeto de extensão proposto por um docente da Universidade Federal do Ceará, à sua Pró-Reitoria de Extensão. A partir de então, o Leituras na Praça recebeu melhor divulgação e, em 2017, uma bolsista discente do curso de Letras para ajudar na realização do evento. A Renovação anual do Projeto requer aprovação do colegiado (Departamento e Centro de Humanidades) e da PREX. Leituras nas praças de FortalezaLeituras na Praça tem formado um público frequentador bastante fiel, além da participação de pedestres que eventualmente se juntam ao grupo. O projeto também incentivou a criação de outros grupos que se reúnem em duas das praças da cidade. “A iniciativa chama a atenção por se tratar de projeto de extensão com foco na promoção da leitura em seu modo mais básico e merece reconhecimento e divulgação como forma de incentivar que outras universidades façam o mesmo” diz Iracema Nascimento, membro da comissão avaliadora do Prêmio IPL.



Você também pode gostar