Notícias
< voltar

Leia comigo distribui gratuitamente livros infantojuvenis para todo o Brasil

13/02/2019

Leia comigo distribui gratuitamente livros infantojuvenis para todo o Brasil

Mediadores de leitura os solicitam no site descrevendo uma atividade e os aprovados recebem aproximadamente 70 livros para executá-la. Os livros podem ficar na instituição ou com os beneficiários, a orientação é do mediador A Fundação Educar DPaschoal criou em 2000 o  "Leia Comigo!”. O projeto edita, publica e distribui livros infantojuvenis com conteúdos que promovem valores e têm como premissa despertar a paixão pelos livros na vida da criança, incentivando a leitura e o prazer na busca pelo conhecimento.   Além disso, eles são distribuídos de forma gratuita para escolas públicas, bibliotecas, organizações sociais que tenham projetos de incentivo à leitura. Os interessados devem realizar cadastro no portal do Leia Comigo! e, após uma análise, recebem os livros sem custo. A análise tem como foco identificar projetos consistentes de valorização da formação de leitores e cidadãos. Assim, os livros conduzirão os leitores ao instigante universo da leitura, mostrando o papel dos valores na formação de todos os cidadãos. O envio é feito somente para o endereço da filial (DPaschoal ou DPK) escolhida no momento do cadastro e encaminhado por meio de uma "carona solidária", parceria que a Fundação tem com as transportadoras da Cia DPaschoal. Por isso, a saída do livro até o destino ocorre somente após a aprovação e mediante as disponibilidades de carga. Até 2017, foram editados e distribuídos mais de 39 milhões de livros, por meio de investimento direto, parcerias e Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet – com projetos aprovados e executados seguindo todas as exigências legais do Ministério da Cultura,permitindo levar os livros a diversos estados brasileiros. Muitos títulos produzidos pela Educar estão biblioteca do site da instituição e no ISSUU. Assim, o Leia Comigo! contribui para a criação de centenas de bibliotecas no país e por ampliar o acervo delas. A cada novo projeto, as comunidades são beneficiadas pela facilidade de acesso a um bem cultural. Esse trabalho fez com que a iniciativa fosse reconhecida pelo Prêmio Viva Leitura, organizado pela Fundação Biblioteca Nacional, em 2007 e, em 2013, recebeu o Prêmio GRHUS Excelência 2013.



Você também pode gostar