Notícias
< voltar

Na corda bamba e a leitura para crianças

26/11/2018

Na corda bamba e a leitura para crianças

Página sobre literatura infantil cheia de resenhas, dicas de livros, ilustrações e reportagens a respeito do tema é finalista da terceira edição do Prêmio IPL Retratos da Leitura O Na Corda Bamba é um site de curadoria em literatura infantil que divulga obras de qualidade gráfica, textual e artística. O projeto também conta com um perfil no Instagram e outro no Facebook, nos quais são dadas sugestões de livros e com um canal de leitura de histórias no YouTube. “O projeto cumpre bem a proposta de ser um site de curadoria em literatura infantil, com uma cobertura abrangente e variada da produção editorial, textos críticos de qualidade. O aspecto curatorial é reiterado de forma clara na discussão de temas polêmicos, como a discussão sobre proibição ou adequação de livros com temáticas consideradas sensíveis”, diz Manuel da Costa Pinto, da comissão avaliadora do Prêmio IPL. “É um bom exemplo de trabalho sério com literatura para público infantojuvenil, com ênfase no aspecto formativo”. Como professora de Ensino Fundamental, Isabella Zappa, pedagoga fundadora do projeto, redescobriu a literatura infantil com o olhar adulto. Ao mesmo tempo em que percebia nas crianças e nas famílias uma certa dificuldade na hora de escolher o próximo livro para ler ou para dar de presente. “Foi assim que nasceu o Na Corda Bamba. Todos os dias passava na biblioteca da escola para ver as novidades ou conhecer melhor o acervo. E comecei a levar livros e mais livros para casa”, conta. Isabella, que também é escritora, é uma leitora voraz desde criancinha, e tem o sonho que nosso país se torne uma nação leitora. “Meu maior desejo é que todas as crianças também descubram esse universo incrível e se tornem leitoras para toda a vida. Afinal, a literatura nos leva a lugares distantes, nos faz conhecer pessoas diferentes e ter empatia por elas. Com ela podemos visitar os lugares mais pitorescos. Estimula a nossa imaginação, nossa reflexão, nos ajuda a pensar, expressar e escrever melhor”, diz.



Você também pode gostar