Notícias
< voltar

Leitura na hora de pagar as contas

05/12/2018

Leitura na hora de pagar as contas

O projeto Meu Tempo de Ler, da Biblioteca Pública Municipal Fonte do Aprendiz, no Mato Grosso, disponibiliza exemplares para que os clientes de bancos privados possam tornar sua espera pelo atendimento mais agradável. Por Leonardo de Sá Ler também é passatempo, motivo de entretenimento, e reconhecer este esquecido caráter da literatura é um importante passo em sua democratização. Quantas vezes, encastelados entre as torres dos saberes e da erudição, os livros não perderam seu público tão somente por não serem apresentados também como motivos de divertimento? O acesso a eles, neste caso, precisa ser também estimulado por esta via, deixando ao público leitor a sensação de que é possível usufruir de sua ludicidade sem grandes esforços ou obrigações. Foi justamente com este intuito que a Biblioteca Pública Municipal Fonte do Aprendiz, no Mato Grosso, deu início ao projeto “Meu Tempo de Ler”, buscando oferecer aos usuários de bancos, cujo tempo de espera para o atendimento pode ser motivo de grande estresse e ansiedade, a possibilidade de preencher a demora com a fruição das linhas de um bom livro. Funciona assim: sua equipe técnica faz uma separação de exemplares específicos. buscando a diversificação de gêneros e categorias. Em seguida, insere dentro de cada exemplar um marca página e uma série de orientações sobre o funcionamento do projeto e sua idealização.  Os livros são então distribuídos entre as diversas agências de três bancos locais: o Banco do Brasil, o Bradesco e o Sicredi. A cada mês, os exemplares destinados às diferentes unidades são revezados e, a cada três meses, todos são renovados por outros títulos advindos do acervo da biblioteca. Deste modo, os clientes podem usufruir da leitura, tornando sua espera menos exaustiva e travando conhecimento sobre a existência da biblioteca e sobre seu múltiplo acervo. É uma forma de fisgar o público leitor em um ambiente em que tudo com que ele menos espera travar contato é com a literatura. "O projeto parte de uma situação real avaliada, e propõe o 'uso do tempo' para leitura, de forma a incentivar a sua prática”, comenta Sandra Medrano, membro da comissão avaliadora do Prêmio IPL. Os principais objetivos do projeto são estimular a leitura, promovendo-a como fonte de cultura e entretenimento, e disseminar a ideia de que os tempos de espera podem ser subvertidos através da literatura. Em 2016, cerca de 45 exemplares foram disponibilizados pela Biblioteca Pública Municipal Fonte do Aprendiz para o “Meu tempo de ler”. O projeto inclui uma orientação específica aos funcionários das unidades bancárias sobre a importância da manutenção e do cuidado com os exemplares disponibilizados, além de um alinhamento na parceria entre os bancos e a Fonte do Aprendiz para promover a orientação dos clientes casa surjam dúvidas a respeito da manipulação dos livros.



Você também pode gostar