Notícias
< voltar

Mergulhando no rio da leitura

05/12/2018

Mergulhando no rio da leitura

O projeto Parnamirim, Um Rio Que Flui Para O Mar Da Leitura, congrega bibliotecas escolares da rede municipal trazendo-lhes atividades de formação para seus jovens leitores e também para seus profissionais de mediação. Por Leonardo de Sá O “Projeto Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura”, tem como principal objetivo a congregação de bibliotecas escolares da rede pública municipal de ensino em prol do auxílio à estas bibliotecas no que diz respeito a prática de mobilização e formação de leitores, bem como ao envolvimento da comunidade de seus entornos na elaboração e participação de projetos e atividades que possam ser desempenhadas em suas instalações. O projeto, conforme preconiza a Lei municipal Nª 1563, de 27 de dezembro de 2011, prevê também a oficialização da função dos profissionais de mediação no âmbito das bibliotecas públicas. "Há uma articulação das bibliotecas públicas e comunitárias com as escolas da rede municipal, fator de extrema importância para o enraizamento local da formação leitora”, comenta , comenta Dryca Ferrari, membro da comissão avaliadora do Prêmio IPL. Inicialmente, a iniciativa surge do desejo da equipe da Biblioteca Municipal Rômulo Wanderley  de promover um levantamento real da situação das bibliotecas das escolas no município. Tomaram como ponto de partida desta avaliação quatro eixos principais: espaço, mediação, acervo e gestão, todos servindo de instrumento de análise e avaliação da situação destas bibliotecas. Assim, puderam verificar as características e as principais demandas destes espaços. Inicialmente, se depararam com a informação de que apenas 10% das bibliotecas analisadas tinham um espaço de leitura destinados à fruição e a permanência em suas instalações, e, mesmo nestes casos, ele se encontrava desarticulado com a promoção de atividades pedagógicas ou sem uma intencionalidade nítida. Também detectaram uma defasagem na formação dos leitores, que em muitas vezes não se configuravam como público da biblioteca, mas tão somente como seu frequentador esporádico. Os integrantes do projeto puseram-se então a trabalhar no intuito de superar esses desarranjos, empregando uma estratégia idealizada especialmente para transformar  a realidade destas bibliotecas: as unidades foram divididas por “pólos” de atuação, através dos quais foi possível oferecer um atendimento mais customizado para as realidades locais, empregando os saberes e o conhecimento técnico da equipe da Biblioteca Municipal Rômulo Wanderley. Atualmente, 100% das unidades atendidas pelo projeto já possuem espaços de leitura e formação destinadas a permanência do público em suas respectivas instalações. A iniciativa não passou despercebida e já colhe os frutos do reconhecimento de sua importância: o Instituto Natura inseriu Parnamirim no no topo do ranking das cidades leitoras do Brasil, e ela recebeu o título de reconhecimento como “Município Leitor”. Também a 7ª edição do Prêmio VIVALEITURA – uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC), da Fundação Biblioteca Nacional, do Ministério da Educação (MEC) e da Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) – contemplou o Projeto “Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura” como um entre os dez finalistas do galardão na categoria “Biblioteca Pública” em 2012.  



Você também pode gostar