Notícias
< voltar

Estante de Letrinhas

10/11/2019

Estante de Letrinhas

Estante de Letrinhas é o blog sobre literatura infantil e juvenil idealizado e produzido pela jornalista Bia Reis no portal do Estadão. Criado em 2012, o blog se propõe a ser um espaço de análise crítica da produção literária contemporânea, apresentar reportagens e entrevistas com autores, e noticiar tudo o que cerca o universo da chamada literatura infantil e juvenil. Iniciativa é finalista do Prêmio IPL Retratos da Leitura O Estante de Letrinhas, atualmente, é o único blog em atividade no Brasil sobre literatura para crianças e adolescentes (LIJ) em um portal da grande imprensa. Se diferencia dos demais perfis que tratam de LIJ nas redes sociais por utilizar ferramentas do jornalismo profissional. "Acredito que a maior relevância do Estante de Letrinhas é ser um dos últimos espaços para a literatura infantil e juvenil dentro de um veículo da grande mídia, mesmo que em formato digital", diz Leonardo Neto, selecionador do Prêmio IPL. "Os suplementos infantis desapareceram e o blog se firmou como uma resistência. Para além disso, há a qualidade e pertinência dos conteúdos". O Estante de Letrinhas se propõe a falar com adultos - mediadores (famílias e professores) e interessados em geral - sobre literatura para crianças, uma vez que são eles que selecionam e leem para o público final. O objetivo é fazer uma cobertura jornalística que não existe hoje na grande imprensa. O blog promove de forma crítica o objeto livro e divulga escritores, ilustradores, editores, bibliotecas, livrarias e cursos, aumentando o acesso de famílias, professores, outros mediadores e interessados em geral à literatura de qualidade feita para crianças e adolescentes. Desde maio de 2012, o blog publicou 498 posts, alcançando 930 mil pageviews em municípios de todas as regiões do Brasil e no exterior, como Estados Unidos e Portugal. O público é predominantemente feminino e jovem (25-45 anos). Os dados são do Google Analytics. No Estadão, o blog é considerado um produto de alta qualidade e virou suplemento impresso no jornal, coluna na Rádio Eldorado/Estadão e a série de vídeos Quando a Literatura Transforma.  



Você também pode gostar